Depositphotos_112450060_m-2015.jpg.jpeg

Um site responsivo é aquele que é desenvolvido para se adaptar a qualquer formato de tela, seja para desktops, tablets ou smartphones. Se você tentou abrir um site no seu celular e não conseguiu visualizar as informações com clareza porque os textos ficaram encavalados, os botões muito pequenos para clicar, e teve que ficar aumentando e diminuindo o zoom, então você já descobriu a importância de um site responsivo.

A experiência do usuário é um dos principais motivos de as empresas estarem adaptando seus websites para modelos com design responsivo. E, justamente pela atualidade dessa tema, nós decidimos elaborar este artigo para lhe explicar melhor o que é um site responsivo e quais são as vantagens que a sua implementação pode trazer à sua empresa. Confira a seguir!

A importância do site responsivo, em números

Segundo pesquisa realizada em 2015 pela Nielsen Ibope, o Brasil possui 72,4 milhões de pessoas que acessam a internet por meio de smartphones. E, ao contrário do que se pensava, o maior aumento no uso desses equipamentos não está entre os jovens e sim entre adultos e idosos, a partir dos 35 anos de idade, que estão adotando os dispositivos móveis para realizar pesquisas, se comunicar, realizar compras e acessar aplicativos, representando 38% dos usuários.

As mulheres também estão se destacando nas estatísticas, representando 52% do público usuário de smartphones. Diante desse números, imagine o seu público-alvo tentando acessar o site da sua empresa via dispositivo móvel e se deparando com várias dificuldades de acesso às informações. A consequência mais óbvia é o abandono e a procura pelos seus concorrentes, o que pode ser evitado pela simples adaptação responsiva do seu site.

Guia de Inovação

Vantagens do site responsivo

Além dos números citados acima, muitas são as vantagens em adaptar o site da sua empresa para um design responsivo. Veja os principais:

Experiência do usuário

O site responsivo se adapta a um padrão de navegação e visualização quando acessado em dispositivos com telas menores. Tudo se encaixa perfeitamente: o menu é compactado, as imagens e textos ganham uma nova proporção e posicionamento, os links ficam mais acessíveis; é praticamente dispensável o zoom na tela!

Melhor posicionamento nos mecanismos de busca

Desde abril de 2015, o Google utiliza um novo algoritmo que valoriza páginas que estejam em layout responsivo. E não só o Google, mas outros grandes buscadores, como o Yahoo e o Bing, também recomendam essa técnica. A principal justificativa é que o algoritmo consegue fazer uma leitura melhor e mais rápida do conteúdo do site.

Dispensa a criação de sites duplicados

Na intenção de melhorar a experiência do usuário, era comum que muitas empresas criassem um site para desktop e outro site praticamente idêntico para uma plataforma mobile. Com a chegada dos designs responsivos, essa prática se tornou praticamente desnecessária e tem diminuído muito.

No entanto, algumas empresa específicas ainda utilizam esse recurso. É o caso do Facebook  mas isso porque a rede possui inúmeras funcionalidades que seriam inviáveis à adaptação responsiva. Reparem como, na versão mobile, aparece a letra “m” no início da URL.

Sabendo disso, cabe a você pensar no que é melhor para a sua empresa e para o seu público. Deixar o site da sua empresa como está e ver seus usuários desistindo da navegação e indo para os sites dos concorrentes, ou adaptá-lo para um design responsivo e inovador que te proporcione o melhor posicionamento nas buscas orgânicas e mais acessos via mobile?

Falando em inovação, dê uma lida no artigo 6 pontos que você precisa analisar antes de contratar um software para empresas!

Ainda tem dúvidas quanto ao site responsivo? Deixe um comentário no post, vamos conversar a respeito!

Deixe um comentário